Wishlist
Carrinho de Compras 0
Subtotal: 0,00 €
IVA : 0,00 €
Total:
0,00 €
Finalizar Compra Compra 100% segura. Encriptação SSL 256 bits
Voltar à listagem

Crítica ToneAudio - PrimaLuna Evolution 400

2019-08-29
Crítica ToneAudio - PrimaLuna Evolution 400

Fonte: ToneAudio

"Ouvindo a versão MoFi do Caravanserai de Santana, no contexto de um sistema de qualidade, fico impressionado com a evolução da PrimaLuna em quase duas décadas. A marca tem sido discreta e tem refinado de forma constante o seu negócio, propondo agora o amplificador e o pré-amplificador EVO 400. Cada amplificador de potência pode ser convertido em monoblocos através da comutação de um simples botão. Devem ser conjugados com o pré-amplificador EVO 400. Estes componentes correspondem ou excedem o desempenho de outros aparelhos já testados por nós, com preços muito superiores.

Para quem nos acompanha há algum tempo, não é segredo que o meu interesse pela PrimaLuna é anterior à revista TONE. Aliás, o meu interesse por esta marca vai ao seu início. A primeira crítica de hi-fi que escrevi para a "The Absolute Sound” foi sobre o PrimaLuna ProLogue One. Aquele pequeno e "fixe” amplificador integrado foi onde a marca começou, e podia ser encomendado com válvulas KT88s ou EL34s. Comprei o exemplar do teste e tenho ouvido música nele há 17 anos sem nenhum problema. Como estamos quanto a fiabilidade?

Possuímos ou testamos a maior parte da gama PrimaLuna e, se antes os produtos se dividiam pelas gamas ProLogue, DiaLogue e HP, agora há apenas os novos produtos EVO, com amplificadores integrados e pré-amplificadores separados em configurações de 100, 200, 300 e 400. Tal como seria de esperar, à medida que evoluímos nas gamas, também evoluímos nos desempenhos e mais música nos é revelada.

Receita simples para o sucesso

A PrimaLuna faz algo que é absolutamente simples: segue o plano. Surgiram com o primeiro e muito aclamado modelo ProLogue, entusiasmando toda a crítica e os audiófilos pela sua meticulosa qualidade de construção e acabamentos. Foram melhorando a "cria” utilizando melhores componentes e refinando os circuitos, o que lhe valeu "toneladas” de prémios e, mais importante ainda, clientes felizes por todo o mundo.

Um olhar sob o chassis da fonte de alimentação dos EVO 400 (pré-amplificador e amplificador de potência) revela uma bonita cablagem ponto a ponto, como pode ver num amplificador McIntosh ou Marantz vintage mas, honestamente, com execução ainda melhor. A execução é tão exemplar que se parece com as ruas de Sim City. Isto é o mais próximo da perfeição que eu já vi, em qualquer produto, a qualquer preço. A qualidade dos componentes é igualmente impressionante, com construção dual mono (incluindo as fontes de alimentação) e, no pré-amplificador, as válvulas de retificação são duas.

Uma das mais significativas melhorias no conjunto EVO 400 é a implementação de ligações balanceadas, pelo que, se tivermos um pré-amplificador de phono ou um DAC, que utilizem saídas deste tipo, já pode integrar os seus componentes balanceados no seu sistema sem ter que adquirir adaptadores. Para quem pretender o refinamento dos EVO 400, mas sem precisar das entradas e saídas balanceadas, pode optar pelos mais acessíveis EVO 300. Também será agradável para os amantes dos aparelhos de fita o facto dos pré amplificadores EVO terem uma tape output.


Som impressionante
Tudo isto seria inútil se os EVO não proporcionassem boas sonoridades. Estamos a testar profundamente cada um dos componentes (pré-amplificador e amplificador de potência) e em breve publicaremos no site da TONE, mas será suficiente dizer-se que ambos são componentes de nível superior!

Os T’s e os I’s

Por fim, uma vez que ambos utilizam válvulas, são pesados. O pré-amplificador EVO 400 pesa 23,8 Kg, o que é mais do que a maior parte dos amplificadores de potência! E cada um dos amplificadores de potência EVO 400 pesa 30,9 Kg. Poupe as suas costas e peça ajuda!

O controlo remoto é simples e permite a comutação entre os modos de funcionamento a tríodos e ultra linear dos amplificadores EVO 400 a partir do conforto do sofá.

Os EVO 400 são equipados com 8 válvulas EL-34 por amplificador. Se há muitos fabricantes de amplificações a válvulas que aconselham a substituição das válvulas a cada 2000 horas, os amplificadores PrimaLuna sempre foram incrivelmente tolerantes nesse aspecto, utilizando mais válvulas por canal nos seus andares de saída. Ao fim de 17 anos, o nosso ProLogue One ainda tem as válvulas originais, que apresentam os mesmos valores de especificação! A PrimaLuna escolheu as válvulas 12AU7 para os andares de driver e ganho, para o pre e power, o que torna a sua substituição e rodagem muito facilitada a todos os que gostam de experimentar sonoridades com diferentes tonalidades. E muito, muito mais acessível.


Para muitos de vós, os 70 watts por canal dos EVO 400 são suficientes. Para quem tenha colunas de pouca eficiência ou goste de subir o volume bem alto, pode optar pelos monoblocos. Existe a possibilidade de utilizar o amplificador em modo tríodos. Para os menos familiarizados com isso, o modo de funcionamento a tríodos é um pouco mais suave do que o funcionamento standard, mas o amplificador produz metade da potência.

Como nota final, toda esta possibilidade de ajustamento permite mais opções e mais flexibilidade, o que é maravilhoso. Nenhuma marca proporciona mais flexibilidade do que a PrimaLuna. As críticas sairão brevemente, já que há ainda muito mais a descobrir nestes novos amplificadores EVO. No entanto, se nunca ouviu nada da PrimaLuna, estes componentes valem bem uma audição. São alguns dos melhores componentes a válvulas que tivemos o prazer de ouvir. Os amplificadores EVO 400 ficarão por cá como uma referência permanente – e já tivemos oportunidade de utilizar amplificadores muito mais caros. Estes são "a melhor compra” em termos de amplificações a válvulas de topo. Nenhum outro oferece mais desempenho por euro (e por Kg, de acordo com o site da PrimaLuna!!!) do que estes."
Visite o showroom da Imacustica e venha comprovar por si mesmo!