Wishlist
Carrinho de Compras 0
Subtotal: 0,00 €
IVA : 0,00 €
Total:
0,00 €
Finalizar Compra Compra 100% segura. Encriptação SSL 256 bits


TechDAS Air Force Two Premium

"O nosso objectivo durante o desenvolvimento do Air Force Two Premium foi o de atingirmos quase o mesmo nível de musicalidade do nosso modelo de topo Air Force One. Para tal, abordamos o tipo de material para o prato principal. O Air Force One utiliza aço inoxidável, enquanto que o Air Force Two utiliza um prato em alumínio. Desde o princípio, no Air Force Two, achamos que a diferença no rkmaterial para o prato era ainda mais crítica para a tonalidade, do que a diferença de peso. É por essa razão que começamos a testar novos materiais. Como resultado de várias experiências, foi escolhido um metal do tipo bronze cobreado para o modelo Air Force Two Premium. Este material é uma liga de cobre e já foi várias vezes utilizado em equipamentos áudio, durante a época áurea do analógico. Uma vez que o bronze cobreado é relativamente suave e tenso, adiciona um ligeiro brilho ao som, enquanto que o seu peso acrescenta ainda mais escala ao palco sonoro. O prato do Air Force Two Premium é maquinado com precisão e polido e tem uma construção sólida, ao contrário da maioria dos pratos convencionais feitos nesta liga, mas com uma construção não maciça. O resultado final é uma enorme massa e uns consideráveis 34 kg.” - Hideaki Nishikawa, Projectista
Ver Características
Produto Premium

Descrição

Tecnologia usada na reprodução do vinil
Descendendo do modelo de topo, o núcleo do mecanismo contido neste fantástico conceito foi desenvolvido de maneira a explorar as forças equivalentes à energia do som na sua totalidade. É bem sabido que os discos analógicos são fontes de sinal sensíveis e muito frágeis, na medida em que as ondas sonoras transmitidas como vibrações aéreas geradas pela música estão gravadas nas espiras dos discos.
Portanto, o gira-discos deveria ser a chave central do processo de reprodução, extraindo as ondas sonoras originais de forma autêntica e transmiti-las o mais preciso possível. Quaisquer sinais que não os provenientes destas valiosas ondas sonoras gravadas nas espiras dos discos deveriam ser detectadas pela célula de leitura como sendo, sem excepção, maléficas.
Há exemplos específicos, tais como as vibrações friccionais causadas pelos veios dos pratos em rotação, as vibrações verticais dos braços de leitura causadas pelas ondulações dos discos analógicos, ou as vibrações provenientes de algumas pontas de leitura em ressonância mesmo em discos planos, pelas vibrações diretas originadas no chão e propagadas diretamente aos gira-discos. Surpreendentemente, há uma constelação de vibrações maléficas. Nos projetos de gira-discos mais antigos, efetuaram-se várias tentativas para solucionar estes problemas, tais como métodos de maquinação dos veios melhorados, a colocação de pesos estabilizadores nos pratos para redução das ondulações e das ressonâncias dos discos, bem como a colocação dos próprios gira-discos em molas. Como resultado, até hoje, é um facto que ninguém conseguiu os seus objetivos.

O veio do prato e a sucção dos discos
Dois pontos chave descendem diretamente do modelo de referência "Air Force”; Um mecanismo de veio a ar e um mecanismo de sucção por vácuo dos discos.
Como sempre, é da mais alta importância num gira-discos a obtenção duma rotação precisa e livre de ruídos. Uma vez que é necessária uma suficiente inércia para a estabilização da rotação, torna-se necessário um prato bastante pesado. Nesse sentido, o "Air Force Two” também está equipado com um prato de 10 Kg de peso e, por outro lado, uma vez que este prato assenta em chumaceiras e é tão pesado, a deterioração destas ao longo do tempo será verificável e causará vibrações por fricção, ou irá degradar a precisão da rotação.
Um dos mecanismos chave do "Air Force Two”, o modelo de referência, é o Air Bearing Mechanism. Por causa dele, todos estes problemas foram completamente resolvidos. Este sistema está configurado de modo a que o prato seja simplesmente instalado com uma superfície polida sobre uma área vidrada e alinhada com o veio central, ficando o prato absolutamente estabilizado. Mas, assim que a bomba eléctrica começa a funcionar, forçando a entrada do ar no aparelho, o prato começa a flutuar a uma altura de 0.03 mm (30μ) acima da base e a rodar silenciosamente, mas com uma absoluta suavidade. Uma vez que o prato esteja a flutuar, não só os ruídos, como as várias vibrações são perfeitamente eliminadas, como também o desempenho do conjunto é mantido ao mais alto nível de qualidade.
Outro ponto chave é o mecanismo de sucção dos discos no prato. Mesmo que o prato esteja a rodar de forma extremamente precisa e suave, as ondulações dos discos causam movimentos verticais no braço de leitura, os quais, por seu lado, provocam movimentos indesejados na célula de leitura, introduzindo vibrações. Em tais circunstâncias, nenhum sinal áudio será extraído com total fidelidade. De facto, os movimentos verticais dos braços são seriamente prejudiciais à integridade da célula de leitura. Mais ainda, as vibrações nos discos podem levar à perda de sinal musical. Tornou-se moda a utilização de calcadores para os discos mas, através desse método, nem temos uma solução suficiente para as ondulações, nem eles suprimem as ressonâncias.
Por outro lado, através da nossa solução de sistema por vácuo, logo após o disco ter sido colocado no prato, basta pressionar-se o botão SUCTION localizado no painel frontal do aparelho e o disco é atraído para o prato, estando este já a flutuar. Num segundo, podemos verificar que, como resultado disso, obtemos um disco completamente plano, continuando o prato a rodar como se estivesse num ambiente onde os movimentos verticais do braço não existissem e a potencial capacidade da célula exercer todas as suas virtudes seja total. Mas não é só isso, também se torna possível a extração de todas as valiosas informações gravadas nas espiras. Após isso, só será preciso pressionar-se de novo o botão SUCTION para o efeito de sucção parar instantaneamente.

Um novo sistema de suspensão híbrido
Uma novidade é o sistema Hybrid Spring Suspension. Este sistema foi desenvolvido de raiz para o modelo "Air Force Two”.
Um dos aspectos críticos para um gira-discos é o seu isolamento das vibrações propagadas pelo chão. Há sempre diferentes problemas com vibrações, assim que um gira-discos é instalado numa superfície como o chão, mesmo que se apliquem materiais anti vibração, uma vez que as vibrações causadas pelas colunas, ou pela passagem de pessoas, podem ser propagadas pelo mesmo chão. No passado, a prevenção destes sintomas passou pela aplicação de várias medidas corretivas, tais como a utilização de molas, ou materiais de absorção. No entanto, raramente se verificaram exemplos de sucesso. Durante o processo de desenvolvimento do nosso modelo de referência decidimo-nos pelo emprego duma suspensão híbrida configurada com ar e com polímeros de estrutura macro molecular, resultando daí uma solução elegante para este desafio particularmente difícil.
No entanto, em contraste com o "Air Force One”, e porque o peso total e a sua distribuição no "Air Force Two” é diferente, nem sempre foi tecnicamente aplicável esta solução de sistema de suspensão. Portanto, em vez duma estrutura de três pés de suporte, desenvolvemos um novo sistema de suspensão com quatro pontos de apoio que acomodasse a parte superior do aparelho à parte inferior com diafragma em borracha, através de molas incorporadas no seu interior e seladas permanentemente em óleo. Esse diafragma liga à parte superior via uma pequena placa com um orifício e permite o amortecimento do movimento das molas pelo ar em conjunto com o óleo. Como resultado, produz um elevado efeito anti vibração e uma enorme redução de ressonâncias. Isso significa que o "Air Force Two" tem o mesmo sistema do "Air Force One” em termos de qualidade efetiva, e até melhor e mais facilitado na sua utilização.
Outros pontos críticos do desenvolvimento do "Air Force Two” foram um preço mais reduzido e conseguir-se um desempenho ao nível do modelo de referência, o "Air Force One”. Uma vez que o fabrico do chassis do "Air Force One” implica muitos custos, devido a ser feito a partir dum bloco metálico único por processo CNC, conseguimos produzir com sucesso um chassis em alumínio, sendo este de precisão e pintado.
O processo de fabrico deste chassis não só é integral, como proporciona um melhor efeito de produção em volume. Como tal, conseguimos significativas reduções de custos sem sacrifício de desempenhos. O chassis, suportado por quatro pés de apoio de grandes proporções, tem uma estrutura de dupla camada e consiste numa parte superior em cobre com complexas configurações. A parte inferior é plana, mas espessa. Para garantir uma rigidez suficiente, utilizam-se travejamentos em conjunto com a espessura, de acordo com as necessidades, resultando isso num peso total de 32.6 Kg.
O "Air Force Two” não vem equipado com um braço de leitura, mas o seu chassis pode montar dois braços ao mesmo tempo, quer de 10, quer de 12 polegadas. Os braços normalizados de 10 polegadas podem ser montados na parte direita do gira-discos mas, opcionalmente, estão disponíveis bases para braços de 12 polegadas, a serem instaladas na parte esquerda do aparelho. Ou seja, ambos os comprimentos de braços podem ser montados. Uma vez que será preciso trabalho suplementar para a montagem de cada um dos braços, de acordo com as suas especificações, pode comunicar-nos antecipadamente a sua escolha de braços para as respectivas bases serem preparadas.
As correias de transmissão fazem mover o pesado prato feito em alumínio de precisão, sendo a sua rotação verificada e controlada por um sensor sem contacto e por um micro computador, permitindo uma alta precisão de rotação.
O prato do gira-discos alcança os 10 Kg de peso e é obtido através de um bloco sólido de alumínio (A5056). Por comparação com o modelo de referência, o prato do "Air Force Two” está equipado com um mecanismo de sucção a vácuo dos discos. Mais ainda, a sua superfície é coberta com uma fina camada de materiais absorventes. A rotação do prato faz-se por uma correia especial. De notar que, se bem que uma correia de borracha vulgar possa dar a entender que se torna mais fácil de ser utilizada, dada a enorme qualidade de reprodução de gira-discos tão pesados como estes "Air Force One” e "Air Force Two”, essas correias causam, obviamente, uma perda de desempenho devido à sua elasticidade. Como resultado disso, não se atingem os níveis esperados de qualidade sonora.
O motor do "Air Force Two” é de alta precisão, do tipo AC síncrono e está encapsulado numa estrutura independente em alumínio. A fonte de alimentação está montada numa estrutura separada, designada por "Air pump & Power supply Unit” e apresenta um sistema de controlo da rotação do prato através de sensores sem contacto, mantendo a rotação a velocidade constante por um circuito de micro computador. Consegue-se uma elevada estabilidade rotacional com uma precisão de 0.03%. A mudança de rotações entre as 33 1/3 e as 45 rpm efetua-se adicionando um máximo de correção de 10% em passos de +/- 0.1%.
O "Air Force Two” consiste num corpo principal do gira-discos, um motor separado e numa unidade "Air pump & Power Supply Unit”, também separada. Na unidade "Air Pump & Power Supply Unit” estão instaladas uma bomba de ar, um condensador de ar e as fontes de alimentação para os circuitos. A bomba de ar é alimentada por um motor e está encapsulada numa estrutura metálica robusta, o que lhe proporciona uma incomparável suavidade de funcionamento, e serve-se de uma suspensão em borracha especial desenvolvida especificamente para a eliminação das micro vibrações. Estes mecanismos estão combinados com o condensador de ar, o qual está montado numa câmara de vidro temperado, onde o ar evacuado da bomba de ar fica temporariamente armazenado e, após uma completa absorção, é processado e alimenta os mecanismos do veio e da sucção dos discos. Para além destes mecanismos, um total de 4 fontes de alimentação para o motor, para o circuito de controlo das rotações, para o circuito operacional e para os LEDs também se encontram nesta unidade. Ao ser cada uma destas partes assegurada por uma fonte de alimentação dedicada, consegue-se uma enorme qualidade da corrente para alimentação do motor e para o desempenho de cada uma das outras partes. Igualmente, ao isolarem-se as fontes de alimentação do corpo principal do gira-discos, cancelam-se as interferências dos sinais áudio, permitindo uma reprodução de nível superior.

A unidade de controlo do Air Force Two
Escusado será dizer-se que o pó é o grande inimigo dos discos analógicos. Por muito abrangente que uma cobertura para o pó seja, por vezes, basta a sua remoção para que o pó acumulado no prato se transfira para o outro lado dos discos. Para resolver este problema, a cobertura acrílica, a qual só cobre a superfície dos discos, foi desenvolvida para rejeitar o pó e faz parte do equipamento normal do ”Air Force Two Premium”.

O "The Platter Top”
Pelo que se compreende até agora, este modelo é um instrumento de grandes dimensões e é pesado. Portanto, torna-se necessário um mínimo de 685 x 460mm de espaço para a sua instalação, ou mais, e o peso do corpo principal é de 47Kg, pelo que se devem observar as condições ideais para uma optimização do seu desempenho. No caso de se verificar alguma dificuldade na sua instalação, temos uma mesa especial e densa como opção para este aparelho. Uma vez que esta mesa é fabricada num acrílico puro e tem uma espessura de 40mm, quando se alia isso à sua superior rigidez e capacidade de amortecimento torna-a uma base perfeita para o "Air Force Two”.

Características

Corpo principal e motor
Chassis: Liga de alumínio fundido (AC4C). Acabamento a cinzento escuro
Peso: 33 kg
Prato: Gunmetal. Camada superior de proteção
Peso do prato: 33 kg
Momento total de inércia: 4,148 kg・cm 2
Sistema de tração: Correia polida em fibra de poliuretano não flexível
Motor: AC síncrono. Rotações controladas por amplificadores em DC
Velocidades: 33.3 rpm / 45 rpm. Função de ajustes de precisão
Wow & Flutter: Inferior a 0.03 %
Dimensões: 684 (W) x 176 (H) x 450 (D) mm
Dimensões mínimas para instalação: 684 (W) x 460 (D) mm
Peso total: 71 kg

PUMP / POWER SUPPLY/ AIR CONDENSER UNIT
Consumo: 50 W
Dimensões: 430 (W) x 175 (H) x 370 (D) mm
Peso: 14.5 kg
Dimensões mínimas para instalação em profundidade: 430 (D) mm

Acessórios
Acessórios fornecidos: 1 base para braço de leitura (furação específica para o braço). Poderão acrescer custos, de acordo com o braço em questão. 1 cobertura para o prato. Cabos, tubagens para o sistema a ar, ferramentas para montagem do prato e manuais do utilizador. 
Acessórios opcionais: Base extra para braço de leitura. Estabilizador dos discos. Mesa de apoio exclusiva, fabricada pela Artesania Audio.