Wishlist
Carrinho de Compras 0
Subtotal: 0,00 €
IVA : 0,00 €
Total:
0,00 €
Finalizar Compra Compra 100% segura. Encriptação SSL 256 bits


Magico A3

Dizem que querem uma revolução

HAYWARD, CA – A Magico, líder em projectos e manufactura de colunas de alto desempenho, tem todo o gosto em apresentar as novas A3.

Gravado no metal de cada uma das colunas Magico está um subtil, mas permanente, "M”. O nosso símbolo é um simples apontamento para o proprietário  dum produto Magico, lembrando-o de que adquiriu algo nascido duma busca sem compromissos e cujo resultado final é um desempenho de excelência.  

Os padrões que definimos para os produtos que apresentam o nosso logotipo M não são inconsequentes. O esforço continuado no desenvolvimento de novos, exóticos e caros materiais, bem como tecnologias, significou que estes produtos só serão acessíveis a uns poucos afortunados. Se bem que quiséssemos, há muito, trazer um produto mais acessível para o mercado e apesar das constantes experimentações e testes a vários métodos para a redução de custos, os resultados acabaram sempre por não serem os ideais ao merecimento e gravação do símbolo M.

Através da dedicação. Da paixão. Do conhecimento.

Damos as boas vindas ao impossível tornado possível.

A Magico tem orgulho no lançamento da série A. Finalmente, umas colunas Magico acessíveis a uma audiência mais alargada; as A3 trazem um conjunto de tecnologias nunca antes vistas nesta faixa de preços, tais como caixas em alumínio anodizado e travejado, altifalantes para agudos em berílio, cones em carbono e nano grafeno, bobines baseadas em neodímio e os nossos aclamados divisores de frequências. As A3 são o impossível tornado possível.

16 900,00 €

Descrição

Altifalantes para agudos

Altas frequências mais extensas são o resultado do novo altifalante para agudos totalmente desenvolvido pela Magico, com diafragma em berílio puro e cúpula de 28mm optimizada e baseada na plataforma e na geometria dos altifalantes das M-Project. As bobines em neodímio, específicas destes altifalantes, estão encapsuladas numa câmara negra que incorpora a nossa mais recente geração de materiais para amortecimento, o que proporcioan distorções ultra baixas, maiores capacidades dinâmicas, mais potência admissível e movimentos dos cones muito mais extensos e lineares.

Altifalantes para médios

O novíssimo altifalante para médios de 6 polegadas emprega cones em fibra de cabono de multi camadas e nano grafeno, o que proporciona uma rigidez optimizada em relação ao seu peso, bem como um ideal factor de amortecimento. As sua bobines em neodímio incorporam magnetos extra dimensionados para assegurarem campos magnéticos estabilizados aos enrolamentos de 75mm em titânio, quer nos altifalantes para médios, quer para graves.

Altifalantes para graves

Os altifalantes para graves com 7 polegadas incorporam uma nova versão dos novos modelos Gen 8 Magico Nano-Tec. As mesmas propriedades e materiais que permitem uma combinação correcta entre rigidez, massa e amortecimento, são transportadas através das frequências graves. O chassis também foi idealizado e testado com vista a obter-se uma combinação optimizada entre rigidez e amortecimento. Um impacto acústico minimizado é atingido através da redução dos modos de vibração, mas maximizando o fluxo de ar. As novas bobines em neodímio são o garante para uma reprodução de graves com campos magnéticos super estabilizados dos enrolamentos de 75mm em titânio puro e são consistentes com as tecnologias utilizadas nos altifalantes para médios.  

Os altifalantes para médios e graves das A3 foram optimizados para distorções mínimas na sua gama de frequências e domínio temporal e utilizam as últimas soluções em simulação acústica, mecânica, electromagnética e de comportamento térmico. Tudo isto está agora numa única plataforma, o que permite que as Magico alcancem o próximo estado de desempenho optimizado.

Divisor de frequências

Todos os quatro altifalantes das A3 estão acusticamente integrados através da topologia específica da Magico - Elliptical Symmetry Crossover - , a qual utiliza componentes de topo da alemã Mundorf. O seu circuito de três vias utiliza filtros de 24db/oitava do tipo Linkwitz-Riley, o que maximiza a sua banda passante e conserva a linearidade de fase e a minimização das distorções por intermodulação.

Caixas

As caixas das A3 são macivas e seladas, tal como em todas as colunas Magico. São uma verdadeira obra de engenharia e são feitas inteiramente em alumínio do tipo 6061 T6 de grau aeronáutico, um material idêntico ao desenvolvido para as colunas da Q Series. A sua estrutura interna é travejada e complexa, sendo externamente acabada numa elegante "pele” escovada e anodizada.  

As caixas das A3 são idealmente consideradas como uma simplificação das caixas das Q Series design, com os mesmos materiais, a mesma qualidade e a mesma atenção nos detalhes de fabrico.

As A3 são uma Magico, quer seja no seu aspect, quern a sua execução e desempenhos. Sem compromissos.

Altifalantes

Agudos - 1" MB7 Beryllium Dome (X1)

Médios - 6” Midrange Graphene Nano Tec (X1)

Graves - 7” Bass Graphene Nano Tec (X2)

Especificações

Sensibilidade: 88dB

Impedância: 4 Ohms

Resposta em frequência: 22 Hz – 50 KHz

Amplificação minima recomendada: 50 Watts RMS

Potência máxima recomendada: 300 Watts RMS

Dimensões: (A-112cm x P-27cm x L-3cm)

Peso: 50Kg

A Magico é uma daquelas marcas que ajuda a redefinir a forma e o âmbito do mundo das colunas de topo. Apesar de ter feito algumas colunas que se encaixam no sector "acessível” desse mercado (tais como as S1 Mk II), a atenção desta companhia tem estado há muito concentrada em projectos mais apropriados ao escalão de luxo. A marca produz produtos que considera como sendo o que os seus clientes acham que sejam as melhores colunas que se pode comprar a qualquer preço, mas cujo desempenho nunca seja sacrificado a favor dum preço mais baixo. No entanto, o que o resto dos clientes aspiraria são umas colunas que apresentem a mesma postura sem compromissos e que tenha um preço mais abordável. Isso é uma tarefa difícil.

Claro que, ao mesmo tempo que se verifica uma engenharia de tão elevado nível, há sempre um desafio presente aos seus projectistas e eles adoram um desafio!

Esse é o ímpeto para as novas Magico A3: tentar incorporar todas as tecnologias e padrões das colunas muitas das vezes com custos de centenas de vezes mais caras, numa proposta que se situa logo abaixo das £12,000 no Reino Unido e sem sacrifícios, ou compromissos. Francamente, para a maioria de nós, os que já sabemos o que significa a Magico, isso não seria possível. De igual modo, as A3 não poderiam ter compromissos.

O Alon Wolf da Magico está, actualmente, numa espécie de volta ao mundo com as novas A3. Na semana passada esteve no Reino Unido, com um restrito grupo de jornalistas nas instalações da KJ West One, bem no centro de Londres West End, para verificar se estas colunas teriam potencial para se afirmarem.

Surpreendentemente, as A3 conservam muito do DNA da Magico. Tal como as suas irmãs maiores, estas novas colunas de três vias e quatro altifalantes apresentam caixas seladas, totalmente travejadas e anodizadas, feitas a partir de alumínio aeronáutico do tipo 6061 T6. O divisor de frequências ainda apresenta o típico sistema ‘Elliptical’ da Magico, uma variação melhorada da rede original de 24dB/oitava Linkwitz-Riley, na qual sobressaem componentes de topo. A partir daqui, alimenta os cones em carbono nano grafeno com magnetos em neodímio (152mm para os médios, 177mm para os graves e 28mm para os agudos). No caso do altifalante para agudos, utilizam-se diafragmas em berílio puro, em vez de berílio banhado a diamante. Algo que constitui uma primeira para a Magico são os altifalantes poderem ser substituídos no local, em vez de necessitarem de ser enviados para a fábrica em San Francisco, bem como o seu peso (50kg) e a sua altura (112cm) permitirem que a sua embalagem de transporte seja mais práctica.

O resumo das Magico A3 descreve-as como sendo um "projecto simplificado das Q Series”, pelo menos, em relação às suas caixas, mas isso não descreve de forma precisa o quanto elas se aproximam das suas irmãs maiores. Estas, são colunas mais pequenas do que as S3 Mk II (provavelmente, as colunas o mais perto das A3), mas, num contexto que abarque colunas de £12,000 de colocação no chão e numa sala a elas apropriada, as A3 poderiam ser perfeitas.

A sessão de audições foi em tudo muito breve, cerca de 20 minutos, pelo que todas as impressões mais profundas destas colunas deverão ser bem ponderadas. Mesmo assim, em 20 minutos, poderemos ouvir qualquer coisa que se encaixe em ‘The Good, The Bad, And The Ugly’ e isso foi perfeitamente percebido como sendo parte do Good. Tinha todas as propriedades de precisão e exactidão das colunas Magico no palco sonoro, a sua focagem e a resolução de micro dinâmicas. Tudo numa situação em que a sua utilização é destinada ao mundo real. Logo no início da audição, esta janela para a música poderia facilmente fazê-las passar por um tipo de colunas maiores e muito mais caras. Logo aí, quis ter um par para mim!

Reunir um grupo de jornalistas especializados no áudio numa mesma sala de audições é como reunir uma mão cheia de gatos; mas fazê-los concordar com qualquer coisa é praticamente impossível. Mas, por uma única vez, houve consenso. Os tecnocratas adoraram a parte da engenharia. Os reis do ritmo adoraram a forma como o som "ritmava”. Os forretas adoraram a ideia de puderem ter um som de £28,000 num produto de £11,998. Os fans da Magico encontraram a sua nova porta de acesso para o áudio de alto desempenho. Até os mais rabugentos, os que normalmente não querem ter nada a ver com o áudio de topo, ficaram impressionados.

Estas colunas são importantes para a Magico, uma vez que colocam a marca perante uma nova audiência que, até à data, apenas podia aspirar vir a ter os seus produtos. Mas, talvez mais importante, são colunas muito importantes para o áudio de topo em geral. Sim, ouvimo-las como parte final dum sistema extremamente caro (dCS, D’Agostino, Transparent, e Artesania), mas estão projectadas para serem usadas com parceiros mais acessíveis (o Alon mencionou, mais do que uma vez, os grandes amplificadores integrados Hegel H360, sugerindo que teriam sido utilizados como parte da plataforma de testes). Significa isso que a Magico olha para as A3 como parte dum sistema com um custo mais para a faixa das £17,000, com todo o desempenho que essas colunas podem oferecer. OK, para muitos ainda significa uma enorme quantidade de dinheiro, mas, honestamente, não me consigo lembrar de algo que proporcione tanto por tão pouco.

Damos as boas vindas ao impossível tornado possível.

A Magico tem orgulho no lançamento da série A. Finalmente, umas colunas Magico acessíveis a uma audiência mais alargada; as A3 trazem um conjunto de tecnologias nunca antes vistas nesta faixa de preços, tais como caixas em alumínio anodizado e travejado, altifalantes para agudos em berílio, cones em carbono e nano grafeno, bobines baseadas em neodímio e os nossos aclamados divisores de frequências. As A3 são o impossível tornado possível.