Fechar

Sort Kone

O Sort Kone é um controlador de ressonâncias directamente acoplado e mecanicamente sintonizado, utilizando uma nova aproximação ao problema do apoio da electrónica sensível. 
Tendo em conta que a maior parte do equipamento de suporte é referido como equipamento de isolamento faz com que, na realidade, se ignore a natureza do problema. A energia mecânica mais prejudicial não vem do exterior do aparelho, é gerada internamente pelos circuitos de audio e pelas fontes de alimentação. Transformadores, condensadores da fonte de alimentação e até os próprios aparelhos, vibram com o seu funcionamento - e as vibrações ocorrem exactamente onde está o sinal, criando erros de tempo que interferem e distorcem a música. O Sort Kone foi especificamente concebido para lidar com esta ameaça à fidelidade do áudio.

Quando se trata de suportar equipamentos de alta fidelidade, de um modo geral, pensamos em termos de isolamento – através de mesas, prateleiras, ou diversos tipos de cones, todos procurando a protecção dos equipamentos electrónicos dos efeitos devastadores das vibrações causadas pela movimentação, quer do ar, quer das próprias estruturas. No fim de contas, esta é uma resposta intuitiva e compreensível, se pensarmos que, pelo menos, vamos ter um par de colunas bem próximas dos equipamentos. No entanto, as mais recentes investigações acerca das influências dos cabos e dos sistemas de suporte demonstram que, na verdade, as microfonias geradas a nível interno, constituem um problema bem mais significativo. Os mais variados componentes internos, tais como os grupo ópticos e os transformadores de corrente, geram volumes consideráveis de energia mecânica, mas a tendência será para a negligência de todos os componentes nos circuitos, os quais carregam e descarregam, ou passam sinal, igualmente sujeitos a vibrações. Se bem que a quantidade de energia mecânica envolvida é, geralmente, muito baixa, a verdade é que partilha o mesmo espaço com o sinal áudio. Às vezes, até com os mesmos componentes. No suporte de equipamentos, as estratégias mais eficazes são desenvolvidas tendo em atenção um específico escoamento destas energias provenientes dos equipamentos, para as estruturas de suporte – exactamente o que os Sort Kones fazem. 
Porquê Sort? Sort significa negro, em dinamarquês. Negro é o que se obtém, com os Sort Kones. Colocando-os por baixo dos equipamentos áudio, obtém-se uma significativa redução do ruído de fundo e um palco traseiro mais negro. Os instrumentos ganharão mais cor e detalhes na sua textura, conferindo mais vivacidade e dinâmica à música. Tudo isso, porque havia uma áurea de obscuridade, a qual foi reduzida, e que era responsável por uma certa confusão nos detalhes e nas precisas relações temporais entre os instrumentos. Neste caso, negro significa um novo grau de negro.
Quatro Níveis de Desempenho Os Sort Kones estão disponíveis individualmente e em quatro diferentes combinações de materiais, sendo que, cada invólucro, contém uma estrutura mecânica de três partes afinada para o escoamento das energias geradas durante o funcionamento dos equipamentos electrónicos. Em cada um dos casos, existe um ponto vertical de apoio acoplado numa esfera, sendo ela mesma, igualmente, apoiada numa base maquinada no mesmo material do veio vertical. As diversas combinações, são as seguintes: 
AS – Veio e base em alumínio de tipo aeronáutico, utilizado em conjunto com uma esfera em aço de alta qualidade. AC – Utiliza as mesmas partes metálicas do modelo AS, mas emprega uma esfera em cerâmica. BC – O alumínio é substituído por bronze, mas com a mesma esfera em cerâmica. Os ganhos em dinâmica e tonalidade são significativos. TC – O topo. Utilizam partes metálicas em titânio, com esfera em cerâmica. Os resultados nas gravações áudio são espectaculares, tanto em fundação, como em presença. 

Utilização dos Sort Kones 
Os Nordost Sort Kones são desenvolvidos para uma utilização entre os equipamentos áudio e a sua superfície de suporte. Substituem-se aos normais pés de apoio (normalmente, em borracha), criando um mais eficaz escoamento das energias internamente geradas. Podem ser aplicados em suportes já existentes, para um maior desempenho global. Também podem ser utilizados como suporte de amplificadores de grande porte, geralmente colocados, directamente, no chão. 

Cada aparelho deve ser suportado, no mínimo, por três Sort Kones. Comece por desligar o aparelho a ser utilizado. Os Sort Kones devem ser posicionados de maneira a que os seus "pontos” planos contactem com a base do aparelho. As partes mais largas dos Sort Kones devem estabelecer o contacto com as prateleiras, ou com as outras superfícies, nas quais os aparelhos estejam. Durante a sua colocação, devem ser evitados os contactos com parafusos, fixações, ou outros meios de aperto, e devem ser mantidos afastados dos pés de apoio originais. Certifique-se de que o equipamento esteja estável nos três Kones, antes de o voltar a ligar. 
O desempenho será influenciado, de acordo com a precisa colocação dos Kones. Deve ter a preocupação de os colocar directamente por baixo de cada uma das maiores fontes de energia. Geralmente, são os transportes e as fontes de alimentação. 

Leitores de CD
Colocar um dos Kones, directamente, por baixo do mecanismo de transporte. O segundo Kone deverá ser colocado por baixo da fonte de alimentação (geralmente, próximo da entrada AC), e o terceiro deverá ser o elemento para equilíbrio geral do aparelho. Os CDs que apresentem saídas a válvulas, de uma forma geral, beneficiarão com um Kone posicionado imediatamente por baixo das válvulas. 

Amplificadores Integrados 
A primeira prioridade será o transformador de corrente, ficando os restantes dois Kones como elementos de suporte equilibrado. Se o amplificador incorporar válvulas, colocar um dos Kones por baixo da sua localização. 

Pré Amplificadores 
Estes aparelhos devem sofrer o mesmo tratamento recomendado para os amplificadores integrados. No entanto, os que utilizarem fontes de alimentação externas, deverão ser sujeitos a algumas experiências. No que respeita ao pré amplificador, em específico, um bom ponto de partida será a colocação de dois Kones na parte traseira do chassis, e um terceiro, único, em posição central, frontal. Mais uma vez, as fontes de alimentação separadas seguem as regras previstas para os amplificadores integrados.


Amplificadores de Potência 
O primeiro dos Kones deve ser colocado por baixo do transformador de corrente, enquanto que os outros serão posicionados por baixo dos andares de saída, sempre de forma a equilibrarem o aparelho. No caso de existirem dois transformadores de corrente, pode optar por, ou colocar um Kone em posição central aos dois transformadores, ou utilizar um Kone por baixo da cada um dos transformadores e um terceiro Kone como elemento de equilíbrio. Em relação aos amplificadores a válvulas, deve ser colocado, pelo menos, um Kone por baixo das válvulas de saída. No caso dos amplificadores monoblocos a válvulas, se for prático, colocar o terceiro Kone por baixo do transformador de saída, muito embora isso dependa da distribuição de peso no aparelho. 

Ouvindo as mudanças… 
As regras básicas, acima mencionadas, deverão permitir uma colocação ideal em qualquer tipo de equipamentos, muito embora, seja sempre válida a experimentação. Por vezes, o simples afastamento, ainda que por uns mínimos milímetros, de um dos Kones, poderá criar uma melhoria apreciável. Mais ainda, a estrutura física de um produto, também poderá afectar o seu correcto posicionamento, com resultados imprevistos. Todas estas sugestões funcionam como um útil ponto de partida, mas não pretendem ser, de modo algum, perfeitas, ou universais. 

Ainda mais à frente… 
Se bem que a utilização de três Kones produza excelentes resultados, ainda há espaço para melhoramentos, com a adição de mais Kones. Mesmo assim, em vez de se posicionarem quatro Kones numa disposição simétrica, sugerimos um outro tipo de abordagem. Muito poucos equipamentos têm chassis suficientemente rígidos, ou fortes, para resistirem a flexões – muito especialmente, os que incorporam grandes transformadores de corrente, ou de saída. Coloque estes aparelhos sobre três Kones, e o chassis, quase de certeza, torcer-se-á para um dos lados. A ideia de se introduzir um quarto Kone, nestas situações, passa pelo posicionamento inicial dos três Kones, adicionando-se o quarto, deslizando-o por baixo, até que o aparelho se apresente suportado de forma equitativa. O aparelho ficará suportado de forma tencionada, favorecendo o escoamento da energia, mesmo que o posicionamento do quarto Kone não se apresente simétrico. Na realidade, o conceito pode ser alargado, através da introdução de um quinto Kone, uma medida particularmente eficiente para amplificadores muito grandes a válvulas, com os seus três transformadores. 
Muito embora os Sort Kones estejam disponíveis individualmente, não aconselhamos a sua mistura com diferentes tipos. No entanto, serão tirados benefícios evidentes, quando a prioridade da sua utilização, e qualidade, seja atribuída à fonte de sinal.

O seu browser está desatualizado!

Atualize o seu browser para uma uma melhor experiência e visualização deste site. Atualize o seu browser agora

×

Utilização de cookies: Ao continuar a sua navegação está a consentir a utilização de cookies que possibilitam a apresentação de serviços e ofertas adaptadas aos seus interesses. Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura. Saiba mais aqui.
Aceitar Cookies